O louvor nas igrejas

Um resumo sobre a música "Meu mestre"

...E o que vem depois confronta ainda mais o ideal com o real: “Restaura a tua casa, oh SENHOR/ Acabe o show, restaura o louvor”. Queremos isso mesmo, ou estamos cantando por cantar?

Ora, vamos à realidade. No mínimo, dois terços dos nossos cultos (cultos?) são formados por cântico e música. Uma canção emenda na outra, num interminável show de cantoria e, em muitos lugares, dança. E a tendência é piorar, pois os hinos (hinos?) entoados em nossas igrejas estão cada vez mais longos, posto que foram preparados especificamente para shows com várias horas de duração — onde não há exposição da Palavra, mas “ministrações” dos próprios adoradores-astros —, e não compostos para um culto ao Senhor com apenas duas horas de duração.

O compositor vai mais além: “Riqueza e fama agora é a pregação/ Já não se fala mais em salvação”. Mensagem contundente, que cantamos, mas não vivemos. Quais são os pregadores mais admirados por nós, hoje? Quais são os expoentes que pregam nos eventos que reúnem multidões? Os que falam da cruz, como Paulo? Os que discorrem sobre o Justo, como Estêvão? Os que anunciam a Cristo, como Filipe? Não! Admiramos pregadores que nos desafiam a semear R$ 900,00 no ano de 2009 para ter a unção financeira! Admiramos pregadores que prometem o milagre do depósito em conta bancária...
Que acabe o show! O show da falsidade, da mentira, da apelação, da competição, do engodo, do amor ao dinheiro, da ostentação. E que voltemos a cultuar ao Senhor Jesus em nossas igrejas! Com menos cantoria e mais louvor. Com menos triunfalismo e mais pregação cristocêntrica. Com menos sofisticação e mais simplicidade. Com menos performance gestual e mais quebrantamento do coração. Com menos descontração e mais arrependimento. Renova-nos, Senhor!


CiroZibordi

Luciana Menezes


Hoje é o dia dela: minha mãe querida, mulher forte, guerreira, um exemplo de mulher, batalhadora, minha base forte, destemida... Não tenho palavras pra descrevê-la, nem pra agradecer tudo que sou, devo a Deus e a você minha mãe, Quero que saiba o quanto és preciosa pra mim, e o quanto lhe sou grata, pelos valores que me ensinou. se hoje sou uma boa mãe, é porque tive e tenho uma ótima mãe. 
Se hoje sei o valor de ser mãe, devo isso também a senhora. Só tenho a agradecer a Deus por sua vida, por ter me dado uma mãe tão maravilhosa. Que esse dia se repita por muitos anos, e que o Senhor continue te dando força, multiplique seus dias lhe dando saúde, paz, sabedoria, prosperidade; que ele te livre de todo mal...Te Amo muito mãe! Felicidades nesse dia e em todos os dias da sua vida!!! Luciana Menezes


Fazei Discípulos


https://www.youtube.com/watch?v=UtKcqGRHIW4

I Samuel 2:1


Isaías 43:13

Versículo


Rosa Vermelha

A rosa vermelha  trazem consigo um significado muito forte, normalmente ligado ao amor e a paixão. Também simbolizam o respeito e a devoção que um indivíduo tem pela pessoa amada, é um sinal de muito amor e carinho entregar como presente uma ou um buquê de rosas vermelhas.
                      



A igreja não precisa de tantas festas, mas de restauração e santificação


Os cultos,  os louvores,  as ministrações,as orações e as festas de uma igreja cristã, devem levar ao crescimento espiritual e a comunhão com Deus. 
A Igreja precisa de restauração, ou seja, voltar para o estado original. Precisamos buscar na igreja primitiva os ensinamentos que o Senhor nos deixou. A nossa fé não é feita de costumes dos homens ou de hábitos do mundo. A igreja não precisa de tantas festas,  mas da legitimidade e originalidade da palavra. Coisas do mundo não geram frutos do Espírito.
Estilos de festas que não são bíblicas não levam ao crescimento espiritual. Se o pecado permanecer não há como haver crescimento no relacionamento com Deus.
As festas de uma igreja devem gerar santificação, espiritualidade e comunhão com o Senhor.
A igreja deve se organizar para a bodas do noivo. Jesus está voltando e a igreja deve estar pronta para encontrá-lo. Apóstolo Paulo declara em 1 Coríntios 5:7,8 e 1 Coríntios 16:8 que as festas da igreja primitiva ainda eram realizadas pelos discípulos de Jesus. Paulo mesmo declarou para que celebremos a festa com ázimos da sinceridade e da verdade, e que ficaria em Éfeso até o Pentecostes.
Deus não precisa da cultura do mundo, das festas pagãs, para levar as pessoas a Salvação.  “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”. João 14:6
Deixe as coisas do mundo para quem é do mundo, e siga você o Caminho da Vida, Jesus Cristo.



O cristão e o Centro da Vontade de Deus

I – DEVEMOS CONHECER A VONTADE DE DEUS (Cl 1.9; Ef 5.17) – Antes de qualquer coisa devemos conhecer o que Deus quer de nós. Não há como fazer algo para Ele que não conheçamos. Afinal, qual a vontade de Deus para nós?

1.    Ele quer que conheçamos e creiamos em Seu Filho para que sejamos salvos (Jo 6.40) – É desejo de Deus que o exercício da fé seja praticado em Seu Filho Jesus para operar salvação no indivíduo, pois Deus agrada-Se disto (1Tm 2.4; 2Pe 3.9; cf. Os 4.6).

2.    Ele quer que sejamos santos como Ele (1Ts 4.3; 1Pe 1.15,16) – É desejo de Deus que o crente busque a separação do pecado para servi-lO em consagração.

3.    Ele quer que façamos boas obras (1Pe 2.15) – O Senhor nos chamou para a prática das boas obras que glorifiquem Seu nome (Mt 5.16; Ef 2.10)

4.    Ele quer que façamos a Sua obra (Mt 21.28-31) – Além das boas obras devemos fazer a Sua obra, o chamado com que Ele nos vocacionou e para tal nos capacitou (1Pe 2.9).

5.    Ele quer que sejamos gratos (1Ts 5.18) – Desenvolver um espírito de gratidão ao Senhor é Seu expresso desejo para o crente.



Webservos