Moda Evangélica - Bela Cristã

Um site Especializado em Moda Evangélica no varejo.
Tem por foco atender às necessidades de Mulheres Cristãs com roupas de um estilo bem definido, buscando facilidade, comodidade e diversidade de modelos às nossas clientes.As peças do site estão sempre em atualização acompanhando os últimos lançamentos da moda para deixar você sempre bonita e elegante. Agradecemos a nossas clientes que tornam essa promessa uma realidade e que Deus Abençoe grandemente a todos!   
Visite:  http://www.belacrista.com.br/





Davi e Bate-Seba: Escolhas erradas, consequências trágicas

É muito comum vermos as pessoas fazerem suas escolhas sem pensar nas consequências que elas trarão. Para muitos, e talvez para nós mesmos, o que vale na hora da escolha é o prazer imediato e a vantagem que se obterá. A preocupação com as consequências e implicações é mínima ou, até mesmo, inexistente. Esse imediatismo, infelizmente, tem afetado muitas pessoas e não são poucos os crentes que seguem por esse caminho. O resultado são inúmeros conflitos e dramas familiares. A decisão de Davi, após olhar para Bate-Seba, de mandar buscá-la e deitar-se com ela, cometendo adultério, desencadeou em outras escolhas erradas, na tentativa de esconder seu pecado. Tudo isso, inevitavelmente, resultou em terríveis consequências .
Primeiro, foi a morte do filho que Bate-Seba estava gerando: “o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente” e “ao sétimo dia morreu a criança” (2Sm 12.15,18).

Somente a Deus pertence a vingança

Quem pensa que pode tomar o lugar de Deus pra "castigar" os outros acabam se dando muito mal. Pois somente a ele pertence a vingança. Deus é Justo!  Há pessoas que se sentem ofendidas e mal vistas por algo que alguem fez ou falou, e resolve se vingar, castigar a pessoa, sem se quer se importar em saber a causa, maquinam o mal e fazem coisas horríveis para se vingar. Mas Deus que tudo ver, que prova os corações, 

Romanos 12:19 “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.”

Provérbios 20:22 “Não digas: vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor e ele te livrará.”

Provérbios 24:17-18 “Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e quando tropeçar, não se regozije o teu coração; para que o Senhor não o veja, e isso seja mau aos seus olhos, e desvie dele, a sua ira.”


A mim pertence a vingança e a retribuição. No devido tempo os pés deles escorregarão; o dia da sua desgraça está chegando e o seu próprio destino se apressa sobre eles. Dt. 32:35


MUITO  FORTE 

Tipo de mulher que se faz de coitadinha

É triste ver que mesmo dentro das igrejas, Mulheres que se fazem de coitadinhas e desamparadas, fingem-se de apaixonada, para enganar e enredar homens casados, e fazem-nos cair em adultério. Esses, se valem de qualquer probleminha conjugal para justificar seu ato e colocar a culpa na esposa.

Mesmo percebendo que estão sendo usadas por espírito imundo de separação e lascívia, ; essas mulheres não se preocupam com quem está do outro lado (a esposa e filhos). São verdadeiras éguas de satanás andar montado; querem justificar que “todo mundo erra” para continuar no pecado, mas Deus não deixa “nada encoberto”, Deus nunca vai permitir que uma família seja construída com a destruição de outra que ele mesmo abençoou.


Essas mulheres usam a palavra de Deus como se fossem mesmo praticante da mesma. porém fazem isso pra mascarar o que realmente são: hipócritas, por trás são tremendamente frias, calculistas, maquinam o mal contra o próximo, descem ao mais fundo abismo  praticam o mais nojento de todos os pecados. Depois, posam de vítima, agem como se nada de mais tivessem feito; destroem famílias, relacionamentos sólidos, duradouros, em troca de que? Não sabem que são pobres desgraçados, pobre cego e nu...(Ap.3:17)  

Elas conseguem "segurar" homens casados por perto, se escondendo atrás de uma falsa "amizade", mas não conseguem um homem solteiro para se casar e formar uma família por causa desse espírito imundo que, querendo ou não acabam alimentando. Perdem um tempão escondidos nessa vida que não é sua, achando que Deus tudo perdoa... Deus não tomará o inocente por culpado e nem o culpado por inocente. 

Espero que se arrependam antes que seja tarde demais. Que busquem a libertação, porque Deus liberta. Mas a pessoa tem que dar lugar.

Dois fatores que levam ao adultério

Más companhias:

“Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que não querem saber de Deus e que não se juntam com os que zombam de tudo o que é sagrado!” (Sl 1.1 NTLH) É preciso que saibamos escolher as pessoas que vamos constituir como amigos. Jamais devemos criar laços de amizades com pessoas que reconhecidamente são indignas, e, que vivem segundo os impulsos deste mundo pervertido. Há um provérbio popular que exprime grande sabedoria e realidade, observe: “Diga-me com quem andas e direi quem és!” Quem são teus amigos? Companheiros? Confidentes? Conselheiros? Orientadores? Devemos possuir a mente de Cristo e apenas os cheios do Espírito Santo possui a mente de Cristo e estão aptos a serem o nosso próximo, muito próximos. É necessário que haja limites e discernimento no agir.

Concupiscência dos olhos:
“Mas eu lhes digo: quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração.” (Mt 5.28 NTLH)

O Senhor Jesus falando às multidões faz referência ao adultério e foi taxativo ao afirmar: “Quem olhar uma mulher (homem) com desejo sexual, já adulterou com ela (ele)” este texto se aplica com o mesmo valor às mulheres.

Amados de Deus, se não tens estrutura suficiente para resistir aos desejos que surgem no interior, a melhor solução é evitar freqüentar determinados locais (praias, piscinas, etc). Jesus completa dizendo: “Portanto, se o seu olho direito faz com que você peque, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno.” (Mt 5.29 NTLH). Na realidade o Senhor não quer que você extirpe o olho, mas, que saiba usá-lo, que não seja instrumento de pecado. Se não tens força o suficiente, evite!



Links de Jesus

O cristão e o adultério

O adultério é expressamente proibido no sétimo mandamento, “Não adulterarás.” (Ex 20.14 e Dt 5.18) Mas, o que é mesmo adultério? A definição é claríssima: “Infidelidade conjugal; amantismo, prevaricação.”

O diabo tem investido alto na grande missão de tornar o adultério algo comum, normal, aceitável por todos. Veja-se, por exemplo, os filmes, programas e em especial as novelas nacionais, o adultério esta sempre presente; transmitindo uma imagem de correto ou de solução para problemas conjugais; a forma que é traçada as cenas, induzem aos telespectadores a aceitar e a torcer pelo casal adultero. É o diabo plantando no subconsciente coletivo a idéia desta prática, é lamentável, mas, tem sido muito bem sucedido em suas investidas. 

No meio cristão, o adultério tem encontrado lugar, não é raro surgirem comentários estarrecedores desta prática em igrejas, abalando a boa moral da obra do Senhor. 

O que leva o servo do Senhor a cair em tais situações?

A resposta mais acertada seria: “Falta de vigilância!”


O Senhor nos alerta a estarmos vigilantes: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” (Mt 26.41) O diabo está muito próximo (Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar. 1Pe 5.8), ávido por brechas através da quais acessa o homem e o influencia a agir segundo a carne. O Adultério tem sua principal causa na falta de vigilância, o pecado abre acesso para a ação maligna na vida. 

A santidade do casamento

Homens, não ponham suas mãos noutra mulher a não ser a sua própria esposa. E, mulheres, não conversem com o homem em “Braille”. O prazer da intimidade física é algo que Deus reservou para a santidade do casamento. Sexo  fora do casamento sempre contamina o sexo no casamento, e o contato físico é um prazer que leva à consumação do desejo dessa intimidade. 
É preciso avaliar sinceramente se os abraços e beijos que damos e recebemos são uma expressão de estima recíproca ou um prazer “inocente” que podemos desfrutar sem compromisso. Deus reconhece o nosso desejo de intimidade, mas não aprova tal intimidade fora do casamento. “Por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido” (1 Co 7.2).
O conselho de Salomão ainda é válido: “Bebe a água da tua própria cisterna e das correntes do teu poço... alegra-te com a mulher da tua mocidade... e embriaga-te sempre com as suas carícias... O que adultera com uma mulher está fora de si; só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa” (Pv 5.15,18-19; 6.32). 

A Bíblia, a separação e o divórcio - Depois do adultério

Separação. As regras para uma separação deve ser como ordena as leis de Deus e não as dos homens.
A situação do casal no Senhor só poderá separar-se de acordo com a palavra de Deussomente por infidelidade conjugal. Caso não seja, ambos têm que viver sós ou ajuntar-se novamente. “Todavia, aos casados mando não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido”. (I Co 7:10-11)
Porque está ligada ao marido, todo tempo em que viver, só estarão livres pela morte. “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor”. (I Co 7:39)
Porque não havendo traição, será chamada adultera (o) se contrair outro relacionamento. “Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido”. (Rm 7:2, 3)


Desquite ou divorcio. A separação de ambos na igreja através de desquite ou divorcio de legalização civil no cartório, não tem valor espiritual.
Se o casal da igreja decide separar-se não sendo por fornicação, não vale somente desquite ou divorcio para casar-se novamente.
Para a igreja, o casamento do cartório como já estudamos não tem valor espiritual.
Pois não sendo por infidelidade conjugal, o conselho é o mesmo que se separar que fique sós ou que se reconcilie. "Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher." (I Co 7:11)
A palavra de Deus relata que desde o principio que a carta de divorcio era data pelo sacerdote de Deus. (Mt 19:7) hoje é dada pelo presbitério. Inclusive no antigo pacto era dado por motivos insignificante. (Dt 24:1) Hoje no novo pacto As leis de Deus quanto ao matrimônio, está mais clara que antes, pois Jesus disse que somente por infidelidade.
Para irmãos que tem o esposo (a) descrente a condição é a mesma como está na questão anterior, que o irmão ou irmã justifique o motivo, analisado juntamente com os responsáveis da igreja; não por homens ímpios, injusto que não conhece as leis de Deus; os julgamentos de pessoas de Deus devem ser feitos pelo povo de Deus. (I Co 6:1-6) Caso necessário depois de serem avaliados por homens espirituais poderá recorrer às leis dos homens.


Condições para um novo casamento.
Primeiro: para separar tem que haver infidelidade, o 7º mandamento do decálogo, proíbe o adultério. “Não adulterarás”. (Ex 20:14)
 Então caso um irmão ou irmã casar-se tendo um companheiro (a) será considerado adultera (o). Só poderá casar-se novamente no Senhor, somente se seu cônjuge tiver praticado infidelidade ou morrer. (Rm 7:2, 3; I Co 7:11)


Fonte



Estudo - O que é o adultério

Aprender o quanto é perigoso a fornicação, principalmente sendo casado.
O mundo hoje está vivendo uma total liberdade, pois trocam de parceiros como troca-se de roupas.
Nós servos de Deus não podemos conformar com este mundo. (Rm 12:2) Nem tão pouco adotar em nosso meio, Igreja de Deus, portanto devemos combater através da palavra de Deus.
A Concupiscência é desejo intenso da carne um mal terrível. (Rm 1:24; 6:12) Que leva as pessoas muitas vazes a praticar fornicação; (Mt 19:9; 1Co.5:1) e a lascívia. (Mc 7:21-23; Gl 5:19) Muitos por não atentarem para as palavras de Deus, caem nestes tipos de pecados, sem ao menos conhecer a profundidade do abismo que entra. Por isso é muito importante conhecer todos os detalhes a respeito de cada assunto das escrituras, para que o inimigo de Deus não faça com que venhamos transgredir os mandamentos de Deus, e seja um caminho sem volta. Envolver-se em prostituição e adultério, somente Deus para perdoar“. (Hb 13:4)
 Antes, porém de entrarmos no assunto sobre adultério e casamento muito importante saber o que é fornicação e prostituição.

Fornicação: Relação sexual ilícita ou acasalamento Ilícito por solteiros ou casados. (Ef 5:5; Ap 21:8) 

Prostituição: Ato ou efeito de prostituir. Prostituição é quando a pessoa solteira tem relação com uma e com outra. Em relação aos casados fornicar é adultério e prostituição. (Mt 5:32; Jo 8:41; At 15:20,29; I Co 6:18, Ef 5:3 Cl 3:5; Ts 4:3; Hb 13:14)


Adultério. É infidelidade conjugal. Quando um dos cônjuges decide fazer a vontade de satanás, procurando um relacionamento fora de seu matrimonio. (Ex.20:14) 

Como definir ato de adultério.
O adultério é quando o homem ou a mulher casado no Senhor, ou que vive com um companheiro (a) e tem um relacionamento com outro casado (a), ou solteiro (a) comete adultério. (Ml 2:16)
A pergunta sempre feita: É necessário concluir a fornicação para definir se adultério ou não? Disse Jesus: "Eu, porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela." (Mt 5:28) imagine uma intimidade maior.

Situação do que repudia sua esposa (o) não sendo por fornicação.
“Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério;” (Mt 19:9

Situação dos que se ajunta com uma repudiada (o).
"Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse dois numa só carne." (I Co 6:16)