A AMANTE E OS RATOS


Ao oposto do filme ratatouille, ( toda regra tem excessão, e é ficção), em que os ratos conseguem provar que são úteis, que podem ajudar e conviver com os humanos.

Estive a analisar, o comportamento dos ratos, e percebi o quanto se parecem com algumas mulheres que ESCOLHEM ser amantes.  Destaco a palavra ESCOLHEM, porque sei que algumas mulheres se tornam amantes, não porque querem, mas porque foram enganadas e quando descobriram que “ele é casado”, já estavam envolvidas demais, e as vezes tentam, querem sair mas nem sempre conseguem.
Por isso falo do primeiro grupo: As que ESCOLHEM SER AMANTES, aquelas que sabem que o homem é casado, que muitas vezes, fazem parte do convívio da esposa dele, ou até mesmo já foi amiga da esposa;
Mulheres que têm tudo, pra serem bem sucedidas em tudo: pra serem boas esposas, boas donas de casa, boas empreendedoras; pessoas legais, prestativas, solidárias, mas, que de repente, se deixam levar, por sentimentos mesquinhos como a inveja; que no meu ver, é o pior dos sentimentos, principalmente no meio cristão; e passam a QUERER tudo aquilo que é da outra pessoa (nesse caso a esposa).

 VEJAMOS:

Os ratos não jogam limpo, A amante também não: primeiro ela se passa por amiga, ou da esposa, ou do esposo; e algumas vezes até dos dois.

Os ratos se escondem pela casa e sorrateiramente passeiam quando não há ninguém por perto. A amante aproveita numa festa ou na igreja enquanto a esposa ficou em casa cuidando do filho que está com febre, por exemplo, ela age de mansinho, sondando, se aproxima do esposo alheio, como quem ajuda-lo em algo que era pra sua esposa fazer...e acaba conhecendo a presa, suas fraquezas,  conhecendo o espaço...

Os ratos assaltam nossos armários sem nenhum pudor, consomem aquilo que não é deles, levam uma parte, destroem outra, e ainda urinam sobre as sobras, não se importando se os verdadeiros donos podem ou não pegar uma doença. A amante faz o mesmo, de uma forma diferente; depois de sondar o espaço, conhecer as fraquezas, da presa (o esposo alheio), manda mensagens amorosas e picantes, liga altas horas da madrugada pra “saber” se ele está bem; sempre pergunta baixinho: “_Sua esposa está aí?”, ou “_Tá podendo falar?, porque não quero te causar problemas”, Que lindo! Elas nunca querem causar problemas para o esposo alheio, são dotadas de um caráter extremamente bom, por isso ligam sempre de madrugada, quando a esposa(cansada de cuidar dos filhos, do marido, da casa, e ainda trabalhar fora), já está dormindo...
Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel,
 e o seu paladar é mais suave do que o azeite.
Provérbios 5:3

E eles, coitados, ou não, acabam caindo, no terrível laço, o caminho do adultério...
Assim, o que adultera com uma mulher é falto de entendimento;
aquele que faz isso destrói a sua alma.
Provérbios 6:32




Os ratos atacam sempre a noite e depois se escondem novamente, esperando a próxima oportunidade. Nunca ouvi dizer que ratos passeiam pela casa de dia. A amante sempre rodeia o homem quando a esposa dele não está por perto. Sempre querendo mostrar pra ele que com ela estaria melhor, que a esposa não tem o tempo e a disposição que ela tem para ele. Como os ratos, a amante vai comendo pelas beiras, até abocanhar o prato. E o homem casado, já enredado como presa, começa a acreditar que com a amante é bem melhor, começa a falar dos defeitos da esposa, não enxerga mais as qualidades da esposa, acha mesmo que casou com mulher errada; e as “visitas” e “encontros” com a doce amante passam a ser cada vez mais frequentes.
Mas o seu fim é amargoso como o absinto,
agudo como a espada de dois gumes.
Os seus pés descem para a morte;
os seus passos estão impregnados do inferno.
Provérbios 5:4,5

Nem sempre os ratos deixam rastros, embora fique sempre uma sensação de que há algo errado, só não se sabe o quê. A esposa, sempre dedicada ao lar, ao marido, aos filhos, sempre querendo agradar o esposo em tudo, começa a desconfiar, das saídas constantes do esposo...


Eu sou a imagem do MEU PAI…
Muitos usam a palavra de Deus, MAS VIVEM COMO RATOS, usando e postando versículos, ousam viver uma vida espiritual são aqueles que não entendem que o comportamento animal não é digno de alguém que descende de uma raiz tão nobre: DEUS

NÓS QUE SOMOS FILHOS DE DEUS, DEVEMOS ANDAR COMO ELE ANDOU, E NÃO COMO RATOS, LADRÕES ESCONDIDOS, !


Nenhum comentário:

Postar um comentário