Abraão manda Agar e Ismael embora



Agar concebeu um filho de Abraão e o chamou de Ismael, que significa “Deus ouve”. Parecia tudo lindo, afinal Abraão já era pai e Sara achou que o filho de sua serva seria seu filho também, mas não era este o plano de Deus, Sua promessa ainda estava por se concretizar e aquela criança não fazia parte do projeto original de Deus.


O tempo passou e Abraão já estava idoso (cem anos) quando Sara concebeu e deu à luz seu único filho e Isaque não era uma criança qualquer, era o filho da promessa, era a materialização da promessa de Deus na vida de seus pais.


Ismael zombava de Isaque e isso desagradou Sara e ela resolveu que seu filho não dividiria a rica herança de Abraão com o filho da escrava, então Sara pressionou Abraão para mandar embora Agar e seu filho. Era uma decisão difícil para Abraão, afinal o garoto era seu filho e aquelas palavras de Sara pareceram mal a ele, então Abraão consultou ao Senhor sobre o assunto e Ele disse: “Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência. Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto é tua descendência.” (Gênesis 21:12-13).

Deus é fiel e apesar de Abraão ter usado um atalho para alcançar a promessa de Deus, tomando Agar como concubina e gerando com ela um filho, Ele abençoaria Ismael, porque ele era descendência de Abraão. Ismael não seria o patriarca do povo de escolhido por Deus, mas também seria uma grande nação.

Abraão era uma pessoa inteligente e sempre obedecia ao Senhor e logo pela manhã bem cedinho, ele tomou pão, um odre de água e os colocou sobre os ombros de Agar e lhe entregou o garoto e despediu os dois. Agar saiu andando errante pelo deserto de Berseba.

A situação de Agar não poderia ser pior, ela foi expulsa das ricas tendas do pai de seu filho e levou consigo só um pouco de pão e um odre de água, mas o pior mesmo era não saber para onde ir. Agar estava sozinha com seu filho e no meio de um deserto inóspito.

A água terminou em pouco tempo. Agar deixou o menino debaixo de uma árvore e se sentou adiante, porque não havia como conseguir água e logo o menino morreria desidratado e ela não queria ver seu único filho morrendo e Agar chorou.

Agar era egípcia, não servia ao Deus de Abraão e não tinha a quem clamar, mas o garoto era filho de Abraão e o texto diz que Deus ouviu a voz do menino e Ele tomou providência, veja: “E ouviu Deus a voz do menino, e bradou o anjo de Deus a Agar desde os céus, e disse-lhe: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino desde o lugar onde está. Ergue-te, levanta o menino e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação.” (Gênesis 21:17-18).

Mesmo não sendo seguidora do Deus de Abraão, Agar já tinha ouvido falar Nele e obedeceu a voz do Seu anjo, levantou o menino e seguiu viagem, então Deus abriu seus olhos e ela viu um poço de água. Era a salvação diante de seus olhos e ela foi encher o odre para dar de beber ao garoto.

Deus não volta atrás em todos os Seus decretos e da forma como prometeu a Seu servo Abraão, Ele continuou protegendo Ismael, que cresceu forte e habitou no deserto de Parã e se tornou flecheiro e se casou com uma mulher egípcia, da terra de sua mãe. A Bíblia se refere outras vezes a Ismael e diz que ele e Isaque enterraram Abraão.

A história de Ismael foi feita de abandono, dificuldades no deserto, superação e casamento com a filha de um povo que adiante iria escravizar os filhos de Israel em sua nação, mas Ismael superou as adversidades e aprendeu a viver no deserto e se tornou uma nação forte e numerosa.


Deus reescreveu a história de Ismael por amor a Abraão e assim tem feito pelos séculos dos séculos. Todo aquele que reconhece Jesus como o Filho de Deus e único Salvador, tem sua história pessoal reescrita, Deus muda o rumo de sua vida e isso acontece não por causa de nossos belos olhos, mas por amor a Jesus. A salvação tem Dono e é Jesus Cristo.





Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário