A Bíblia, a separação e o divórcio - Depois do adultério

Separação. As regras para uma separação deve ser como ordena as leis de Deus e não as dos homens.
A situação do casal no Senhor só poderá separar-se de acordo com a palavra de Deussomente por infidelidade conjugal. Caso não seja, ambos têm que viver sós ou ajuntar-se novamente. “Todavia, aos casados mando não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido”. (I Co 7:10-11)
Porque está ligada ao marido, todo tempo em que viver, só estarão livres pela morte. “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor”. (I Co 7:39)
Porque não havendo traição, será chamada adultera (o) se contrair outro relacionamento. “Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido”. (Rm 7:2, 3)


Desquite ou divorcio. A separação de ambos na igreja através de desquite ou divorcio de legalização civil no cartório, não tem valor espiritual.
Se o casal da igreja decide separar-se não sendo por fornicação, não vale somente desquite ou divorcio para casar-se novamente.
Para a igreja, o casamento do cartório como já estudamos não tem valor espiritual.
Pois não sendo por infidelidade conjugal, o conselho é o mesmo que se separar que fique sós ou que se reconcilie. "Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher." (I Co 7:11)
A palavra de Deus relata que desde o principio que a carta de divorcio era data pelo sacerdote de Deus. (Mt 19:7) hoje é dada pelo presbitério. Inclusive no antigo pacto era dado por motivos insignificante. (Dt 24:1) Hoje no novo pacto As leis de Deus quanto ao matrimônio, está mais clara que antes, pois Jesus disse que somente por infidelidade.
Para irmãos que tem o esposo (a) descrente a condição é a mesma como está na questão anterior, que o irmão ou irmã justifique o motivo, analisado juntamente com os responsáveis da igreja; não por homens ímpios, injusto que não conhece as leis de Deus; os julgamentos de pessoas de Deus devem ser feitos pelo povo de Deus. (I Co 6:1-6) Caso necessário depois de serem avaliados por homens espirituais poderá recorrer às leis dos homens.


Condições para um novo casamento.
Primeiro: para separar tem que haver infidelidade, o 7º mandamento do decálogo, proíbe o adultério. “Não adulterarás”. (Ex 20:14)
 Então caso um irmão ou irmã casar-se tendo um companheiro (a) será considerado adultera (o). Só poderá casar-se novamente no Senhor, somente se seu cônjuge tiver praticado infidelidade ou morrer. (Rm 7:2, 3; I Co 7:11)


Fonte



Nenhum comentário:

Postar um comentário