Marido Infiel -


Porque a infidelidade no casamento cristão também acontece? Quais brechas foram deixadas abertas? O divórcio e a solução?
Você sabia que a primeira instituição criada por Deus foi o casamento? E por ser algo formado por Ele se torna alvo constante do inimigo, que vive articulando maneiras  para sua destruição?
Lá no jardim do Éden,  Deus viu que não era bom que o homem ficasse só e lhe fez uma adjutora chamada, Eva.

Então o Senhor Deus declarou:

” Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”. Gn. 02.18

Neste momento nasceu o primeiro casamento, já com um adversário incansável e que vive até hoje tentando de tudo  para destruí-lo. Mas quero lembrar  que nem tudo é “coisa do diabo”,e que muitas vezes, nós mesmos abrimos brechas.
E porque a infidelidade também acontece no casamento cristão? Quais brechas foram deixadas abertas ?
A insegurança, insatisfação, falta de diálogo, carência, impaciência, indiferença,  essas e muitas outras podem ser brechas em seu casamento que podem levar a uma infidelidade de uma ou de ambas as partes.

Muitas vezes pensamos que por sermos cristãos, estamos imunes a traição e a outros problemas conjugais e é aí que erramos, porque acabamos nos descuidando do nosso casamento e brechas acabam sendo abertas sem que percebamos.
Uma coisa muito comum de se ver são casais cristãos colocando  uma amizade antiga, ou seu ministério acima do seu casamento pensando estar fazendo a coisa certa acreditando que estamos colocando Deus em primeiro lugar , mas  se depois que nos casamos somos uma só carne e a mulher é uma adjutora em seu papel no casamento, seria certo você sacrificar seu casamento pelo seu ministério?
Teria Deus prazer em ver um casal em constantes brigas por conta de um ministério? A vontade de Deus é que os dois trabalhem juntos, um completando o outro e não passando por cima um do outro. Imagine brigas por causa de uma amizade?
E é por isso que o centro do casamento cristão precisa ser Cristo, na realidade o nosso casamento precisa ter três pessoas: Cristo , você e seu cônjuge. A terceira pessoa, em hipótese alguma pode ser uma amizade, seja homem ou mulher, pode ter o tempo que for.
É muito importante que haja diálogos entre vocês e sempre que algum problema aparecer, esse, precisa ser resolvido o quanto antes, nada de adiar, deixar pra depois, porque problema adiado é problema aumentado, então, melhor é que vocês exponham o problema e tentem resolver da melhor forma possível.
E o divórcio é a solução? Você pode até dizer: Se meu cônjuge me trair, não tem perdão!

“…o Senhor lhe apareceu no passado, dizendo: “ Eu a  amei com amor eterno;com amor leal a atrai.” Jr. 31.03

O divórcio pode não ser a solução, mesmo porque se não houver uma mudança de atitudes você pode cometer os mesmos erros em um novo relacionamento, se você acredita que seu casamento vale a pena ser salvo, lute por ele.
 Se você sabe que certas atitudes suas podem causar algum tipo de atrito entre vocês, o melhor a se fazer é evitá-las para não gerar problemas maiores.
Doação também faz parte do casamento, então abrir mão de um hábito ou de uma amizade , vai fazer com que seu  cônjuge saiba que ele (a) é prioridade pra você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário